Alanis Morissette – Jagged Little Pill

Poucos artistas na década de 90 conseguiram expressar tanta emoção e desilusão (um retrato bastante fiel, convenhamos) como Alanis Morissette. Em “Jagged Little Pill”, ela se encontra em meio a um complexo emaranhado de descrever a psique humana de maneira no mínimo detalhista. Em “All I Really Want”, uma faixa que se fala por si mesma, traz consigo sons e temas expansivos.

“Do I stress you out?
My sweater is on backwards and inside out
And you say: “how appropriate!””

“You Oughta Know” é o “hino feminista” (entretanto, nunca vi nenhuma feminista com sentimentos de verdade) dos anos 90. “Perfect” sintetiza toda a melancolia de uma mente frágil face ao mundo.

Com “Hand In My Pocket”, Alanis fala de felicidade de um modo extremamente simples. Mas toda essa “felicidade” que não passa de angústia disfarçada em forma de auto-aceitação. E Alanis defende isso: uma forma simples de encarar a vida, mas ela sabe que isso é difícil de fazer.

“You Learn” trabalha justamente um dos maiores dons de Sra. Morissette: a voz rasgada e sofrida, que a acompanha para criar uma das melhores canções do álbum. E há “Ironic”… que brinca de modo sutil com o significado das nossas vidas. Ao final, “Jagged Little Pill” é definitivamente um dos melhores álbuns dos anos 90, sendo uma exceção no meio do pop fabricado em laboratório da época…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s