Pazz & Jop

O Village Voice divulgou hoje os resultados do Pazz & Jop deste ano (o do ano de 2014 no caso). É a primeira vez em que participo da votação de melhores discos e canções do ano da publicação -- já quartenária, pelo que me parece. Aqui estão os meus votos. Aqui estão os votos com …

My father watched computers conquer the world, and he did his part to aid in their conquest. He watched punch cards give way to magnetic tape, in fact helped to switch over; he wrote programs for researchers; he did data preparation for Alan Lomax, weighing and assigning variables to data so it could be more …

O melhor mix de 2014 (etc)

Eu sei que é tarde -- muito tarde até -- para continuar postando listas de fim de ano como se elas fossem razoáveis -- mas o Willfully Obscure tem uma compilação muito boa do que eles postaram (e do que mais gostaram) em 2014. Ela está aqui.

A melhor coisa que você vai ler sobre “Blank Space” ainda

I still think about “Blank Space” (and pop music and pleasure and perfection and) a lot, about how my mother asked me Why’s it called “Blank Space”? and I said, Becausethere’s something inside me I need to fill! It was true, but I was embarrassed about it. I’ll never be a maneater; I’ll never weaponize …

Posse

Lembro de pensar em algo como resposta aos comentários de Facebook e Twitter à posse da presidente, mas acabei esquecendo de mencionar. Aqui vai: Os moderados são os primeiros a cair em desgraça pela fraqueza de espírito e pela aversão à verdade. É por aí, acredito.