Mês: outubro 2017

Capitalizando

O clipe de “Freedom” da Beyoncé é prova de que ninguém sabe capitalizar sobre ativismo barato  mais que ela. A música segue boa. A ideia nem tanto.

Anúncios

M.E.S.H. | “Search. Reveal.”

Eu não vou escrever muito a respeito disso — em parte porque não há tempo no mundo para todas as minhas idiossincrasias, em parte porque a canção abaixo não cabe nesse contexto de explanação — mas é o caso de dizer que eu tenho me voltado, cada vez mais, para a música eletrônica porque ela tem o que nenhum outro gênero possui: capacidade de abstração. E Deus sabe que eu tento fugir dos meus sentimentos confabulando a toda hora.

“Search. Reveal” me ajuda nesse processo de confabulação. Não faz sentido algum. Por isso, é tão necessária.

O disco novo do M.E.S.H. sai em novembro. Ainda bem.

O parça Gilmar

Gilmar Mendes teve isso a dizer sobre toda a situação posta entre o Senado e o Supremo Tribunal Federal envolvendo Aécio Neves:

“Cada Poder terá seus critérios, não me cabe fazer esse tipo de encaminhamento. O importante é que nós saibamos que estamos vivendo um momento bastante delicado e a gente não deve acender fósforo para saber ou querer saber se há gasolina no tanque.”

O fato de Aécio Neves, no fundo, ser o responsável por essa “fratura institucional” (nas palavras do Ministro Ayres Brito) é um demonstrativo de como estamos na merda.